O FS PRO BRASIL SEVER além de ser um blog é também um servidor para você poder voar no seu FS2002, FS9 e FSX. Um servidor com moderador onde você não terá problemas em voar.
Para você voar conosco online no FS PRO BRASIL SERVER
Certifique-se que suas portas 23456, 6073, 2302-2400 e caso use Fsnavigator 23432 estajam abertas e todoas UDP/TCP
Use o IP: fs9.no-ip.org
**TS3 IP fs9.no-ip.org
**RAIDCALL:Atcfsprobrasilserver ID: 3028237

Brasil Server (Não Tem mais ATC) tem Moderador

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cálculos de Navegação

Procure fazer um planejamento cuidadoso do seu vôo. Calcule os estimados de sobrevôo de cada fixo, bem como o estimado para o ponto de nivelamento e de descida.Veja como calcular o seu ponto de nivelamento (TOC) e o seu ponto ideal de descida (TOD)
Para saber a que distância do ponto de partida estará o seu ponto de nivelamento, primeiramente subtraia do seu FL proposto de cruzeiro a altitude do aeródromo de partida. Divida esse valor pela razão de subida que você empregará e terá seu tempo de subida. Ache a sua VA média de subida. Para isso some a altitude do aeródromo de partida com a altitude do FL proposto de cruzeiro e divida por dois. Calcule a VA que será atingida nesta altitude para a VI de subida (aumenta cerca de 2% para cada 1000 pés). De posse da VA média e do tempo médio de subida ache a sua distância de subida. Marque esta distância, lembrando-se de que, caso esteja fazendo um procedimento de subida IFR, você terá que levar em consideração a distância voada no procedimento. Vá medindo as distâncias entre os waypoints na sua rota (ou use um programa de cálculo) e anote os tempos de vôo e os horários estimados de sobrevôo destes waypoints.
Durante o vôo vá conferindo os tempos de vôo com os seus estimados, a fim de ver se você está com vento de proa ou popa. Para o cálculo do ponto de descida, proceda de maneira análoga à do cálculo do TOC, usando a sua VI de descida e fazendo o cálculo da VA média de descida, para a altitude média de descida, que é a média entre o seu FL de cruzeiro e a MSA do setor pelo qual você está se aproximando. Ao chegar ao navaid de início do procedimento, você poderá descer em órbita para a altitude de início do procedimento IFR. Caso você esteja em condições VFR, desça para a altitude correspondente à elevação do aeródromo mais 1000 pés, caso queira efetuar um pouso visual. Vejamos um exemplo:
Decolaremos de um aeroporto situado a 500 pés de elevação. Voaremos no FL 150 até um aeroporto localizado a 520 Nm de distância e a uma elevação de 2000 pés. A MSA para esse aeródromo é 5000 pés.
Faremos a subida a 150 KIAS e 1000 ft/min. O vôo de cruzeiro será feito a 210 KIAS e a descida a 250 KIAS e 500 ft/min.
Calculamos o tempo de subida. Subtraia 500 de 15000 (o nosso FL de cruzeiro) e divida por 1000. O resultado será 14.5 minutos. Calcule agora a sua VA média de subida. Some 15000 com 500. Vai dar 15500. Divida esse valor por dois. O resultado será a nossa AMS, que no caso será 7750 ft.Considere para cálculo que a VA aumenta 2% para cada 1000 pés, ou seja, a 7750 ft a nossa VI de 150 KIAS resultará em uma VA de 173 KTAS. Essa será a velocidade que usaremos para achar a distância até o TOC. Multiplique a VA média de subida pelo tempo de subida e divida por 60. O resultado será a distância até o TOC. No nosso caso será 41.8 NM.
Marque no mapa 39 NM na rota que você percorreu entre o aeródromo e o TOC. O tempo de vôo para o próximo waypoint será calculado com base na nossa VA de cruzeiro. Para o FL 150 e uma VI de 210 KIAS a nossa VA será de 273 KTAS.
Para acharmos o TOD faremos o seguinte: A MSA do aeródromo é de 5000 ft. A nossa AMD será a soma da MSA com o FL de cruzeiro e depois dividimos o resultado por dois (5000+15000 = 20000; 2000/2 = 10000). Para uma VI de descida de 250 KIAS e AMD de 10000 pés teremos uma VA média de descida de 300 KTAS. Deveremos descer de 10 para 5 mil pés a 500 ft/min, logo gastaremos 10 minutos na descida. A 300 KTAS percorreremos 50 NM. Marque esta distância do aeródromo para a rota, ou seja, deveremos iniciar a descida a 50 NM do aeródromo. Veja que o nosso percurso em rota foi de 520-39-50 = 431 Nm. A 273 KTAS gastaremos 1 hora e 34 minutos de vôo.
É importante frisar que caso tenhamos vento de proa ou de cauda durante o vôo a nossa VS irá ser diferente da VA. Confira sempre os seus estimados com o tempo de vôo real, principalmente em etapas onde o combustível estiver no limite. O regulamento manda que você tenha combustível para voar até o destino, mais a alternativa e mais 45 minutos de vôo. Para vôos de linha aérea regular, o combustível necessário deve ser suficiente para voar até o destino, mais 10% do tempo de vôo até o destino, mais o combustível necessário para ir até a alternativa e ainda ter 30 minutos de reserva a 1500 ft acima do nível do aeródromo. Veja a figura.