O FS PRO BRASIL SEVER além de ser um blog é também um servidor para você poder voar no seu FS2002, FS9 e FSX. Um servidor com moderador onde você não terá problemas em voar.
Para você voar conosco online no FS PRO BRASIL SERVER
Certifique-se que suas portas 23456, 6073, 2302-2400 e caso use Fsnavigator 23432 estajam abertas e todoas UDP/TCP
Use o IP: fs9.no-ip.org
**TS3 IP fs9.no-ip.org
**RAIDCALL:Atcfsprobrasilserver ID: 3028237

Brasil Server (Não Tem mais ATC) tem Moderador

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

PROCEDIMENTOS PARA AJUSTE DE ALTÍMETRO

A pressão para o ajuste do altímetro QNH comunicado às aeronaves será arredondada para o

hectopascal inteiro inferior mais próximo.
ALTITUDE DE TRANSIÇÃO
A altitude de transição de cada aeródromo é a constante nas cartas de aproximação por instrumentos
(IAC) e/ou das cartas de saída por instrumentos (SID).
NÍVEL MÍNIMO DE ESPERA
Nível mínimo de espera será sempre o nível constante na tabela de níveis para vôo IFR, imediatamente
superior ao nível de transição.
NÍVEL DE TRANSIÇÃO
Nível de transição será definido pelo órgão de controle de tráfego, ou pelo piloto, quando o órgão apenas
prestar o serviço de informação de vôo, sempre de conformidade com a Tab. 7 a seguir, e de acordo com o QNH
do momento.

NOTA: Para se determinar o nível de transição, deve-se observar, na coluna da esquerda, qual a altitude
de transição do aeródromo e ler o nível de interseção da mesma linha com a coluna
correspondente ao valor do QNH do momento.
EXEMPLO: A altitude de transição do aeródromo "X" é de 4000 pés, seu nível de transição será o
FL65, quando o QNH for de 942.2 a 959.4 hPa; será o FL60, quando for de 959.5 a 977.1
hPa; e assim sucessivamente. Quanto menor o QNH, maior o nível de transição.
 DECOLAGEM E SUBIDA
 A pressão para o ajuste de altímetro QNH será informada às aeronaves na autorização para táxi
antes da decolagem.
 O altímetro será ajustado em 1013.2 (QNE), durante a subida, ao passar pela altitude de transição
do local de partida.


IMA 100-12
REGRAS DO AR E SERVIÇOS DE TRÁFEGO
AÉREO
30 JUN 1999